domingo, 28 de junho de 2009

NAPOP NO HAPKIDO

Como funciona os Napop (Queda e Rolamento) no Hapkido?

Antes de iniciar o assunto sobre quedas e rolamentos rapidamente iremos mencionar a importância que se deve dar ao aquecimento do corpo antes mesmo de se treinar Napop.

O praticante deve aquecer as articulações e regularizar sua respiração. Negligenciar este aspecto pode levar a lesões e a uma má performance nas técnicas a médio prazo.

No Hapkido é muito importante a fase do aquecimento e do alongamento, para poder treinar com vigor e garra os Napop´s.

Após o aquecimento e o alongamento, o hapkidoista deve prestar especial atenção às técnicas de quedas e rolamentos, pois elas são imprescindíveis para a prática segura do Hapkido.

Cada praticante de Hapkido pode e deve aprender Napop para que ele possa ser arremessado ou imobilizado sem se machucar. Aprender a se salvar de qualquer arremesso é um importante aspecto do treinamento do Hapkido.

O corpo humano é como uma máquina que não pode parar. Se para, vai emperrando e fica comprometido, promovendo as famosas dores musculares. A proposta de trabalhar o corpo no Hapkido tem como objetivo afastar dores e o estresse.

As tensões são provocadas pelos nossos vícios de movimentos e posturas. O corpo luta o tempo todo contra a gravidade. Ignora infinitas possibilidades de apoio, de flexibilidade e de deslocamento. A dor vem do fato de não explorarmos corretamente essa grande gama de possibilidades.

As frase mais comuns nos dia de hoje são:

“As costas começam a doer”. ” Não encontro posição confortável”. “Meus ombros doem”. ” Meu pescoço está duro”.

Se não praticarmos dobramentos, vamos ficando enrijecidos, cristalizados em posições a ponto de não mais conseguirmos nos agachar. O corpo humano é uma máquina construída para viver em movimento e a falta de uso dos músculos e do esqueleto para dobrar, virar, rolar, nos torna muito mais sensíveis a machucados, luxações, artrites e outros comprometimentos.

A atenção com o próprio corpo é hoje uma necessidade, principalmente em tempos de computadores e máquinas que nos levam cada vez mais ao sedentarismo e suas conseqüências.

No Hapkido praticamos esse dobramento e arredondamento do corpo em forma de rolamentos e cambalhotas, que vão trazer inúmeros benefícios para o corpo, como:

1. Fortalecimento do abdômen
2. Maior elasticidade da coluna
3. Ativação de toda a circulação.

As técnicas de Napop, não são exclusivas apenas ao Hapkido. Outras modalidades de artes marciais como: Aikido, Judô, Jiu Jitsu, Shorinji Kempo, Ninjutsu dentre outras, também dão total importância a boa pratica das quedas e rolamentos.

Mestre Morihei Ueshiba (fundador do Aikido) dizia " caímos sete vezes e nos levantamos oito". No Hapkido basicamente passa-se metade do treino aplicando golpes de derrubada, e outras vezes recebendo golpes de derrubada.

Por isso é essencial o eterno desenvolvimento não só das técnicas de aplicação de golpes, mas também das técnicas de receber esses golpes, que incluem as técnicas de rolamento ou quedas.

Filosoficamente, o espírito de "cair sete vezes e se levantar oito" representa os momentos em que as quedas na vida são inevitáveis. Nesses momentos o Hapkidoista deve saber como se comportar durante a queda inevitável, preservando seus pontos vitais e também como se erguer posteriormente.

Os Napop´s representa o fato de que após as quedas, aquele que recebeu o golpe não fica estendido ao chão, mas levanta-se utilizando a própria cinética da queda. Para tanto deve-se treinar intensamente essas quedas individualmente previamente para que quando for utilizá-las, as quedas sejam mais fluidas e mais eficazes. Daí porquê nos levantamos oito vezes.

Para um bom receber de quedas ou seja aquele que sofreu o golpe. São necessários três importantes elementos:

1. Flexibilidade;
2. Determinação, sem imprudência e exibicionismo;
3. E por último e mais importante: entregar-se a si mesmo para seu parceiro, sem tensão, de forma relaxada e atenta para qualquer eventual mudança no movimento e na força aplicada.

Já para aquele que executa o arremesso ou a imobilização, deve-se prestar atenção à segurança do parceiro que sofre a queda. Seguindo o movimento natural do seu corpo e emitindo apenas o poder necessário para concretizar a aplicação da projeção. No oriente, a maestria de um artista marcial é medida não apenas pelo seu potencial de ataque, mas também e principalmente, pela sua capacidade de defender-se usando somente a força e a energia mínima sem lesar seu(s) atacante(s) – ou seja, seus parceiros de treino.

Para aquele que recebe bem os golpes e levanta-se sem lesão. Com certeza ira executar os mesmos golpes com mais perfeição, pois ele conhecerá como ninguém a eficiência da aplicação correta.Será honesto com ele mesmo ao reconhecer se o golpe foi bem executado ou não.

Editor - Renato Santos

5 comentários:

Alfredo Carvalho disse...

Parabéns pelo conteúdo!
Ótima iniciativa de seu blog!

Abraços!

paulo jorge ribeiro disse...

excelente artigo,gostei muito.
continua assim.
mestre paulo jorge
tkd/hap

Raphael KOBRA disse...

Maravilha ! adoro napop ...
Hapkido pra vida toda !

Steephany. :B disse...

amei o post! finalmente aprendi a dar o cun jan certo, haha :D

Anônimo disse...

Parabéns pela metéria, e pelo blog !!!